Gerador – Um Passo Importante na Autonomia

Sabem aquelas viagens que fazemos e vemos aquelas casinhas no meio do nada, com uma luzinha acesa lá longe… Você já se perguntou COMO aquela luz chega ali sem ter aparentemente rede elétrica para abastecê-la?

Eu já…inúmeras vezes. Podem existir várias respostas, mas a mais comum é o uso de um gerador.

Você sabe o que é um gerador? Gerador é um engenho capaz de fornecer energia elétrica. Pode ser movido à diesel, gasolina, ventos ou várias outras formas. O presente post pretende abordar os geradores mais comuns que são os movidos à Diesel e Gasolina.

Os geradores possibilitam que a rede elétrica de nossas casas possa funcionar de maneira autônoma em relação à rede elétrica pública.

Os geradores são um item muito importante para os sobrevivencialistas, pois possibilitam uma coisa que muitos buscam: AUTONOMIA. Produzir sua própria energia lhe permitirá manter seu abrigo em funcionamento e lhe dar conforto em um momento em que todos os demais estarão passando sérios apertos.

A energia elétrica lhe possibilitará manter sua geladeira, iluminação e até equipamentos médicos em atividade caso o suprimento de energia venha a ser cortado.

O porte do nosso gerador será tão maior quanto forem nossas necessidades (assim como seus custos). Por exemplo, vamos supor que você deseja alimentar um rádio e uma dúzia de lâmpadas LED. Um gerador de porte mais ou menos das antigas TV de 21 polegadas o atenderá, se por outro lado você deseja alimentar uma bancada de freezers e uma estufa, o porte do seu gerador pode ser substancialmente maior.

Sabedor que nenhum dos presentes leitores aqui deve ter pretenções nem recursos para construção de um abrigo nuclear, ou um colisor de ádrons,tentarei trazer para discussão elementos básicos para que sejam delineadas as necessidades de uma futura instalação para gerador.

1 – Devo escolher um gerador a Diesel ou Gasolina?

O Gerador a gasolina é mais barato e fácil de operar, além de possuir peças de um valor menor. Caso sua destinação seja empregá-lo esporadicamente, este é o modelo a ser escolhido. Os geradores a gasolina são menos ruidosos.

O Gerador a Diesel é mais robusto e durável, mas muito mais caro. Cabe ressaltar que seu combustível é mais barato.

2 – Lembre-se de ter um AVR para regular a tensão caso você esteja pretendendo ter equipamentos mais sensíveis como computadores e TV ligados no gerador. Alguns já vêm com este acessório.

3- Dimensionar o consumo

Esta é a etapa mais trabalhosa. Todos os equipamentos devem ser considerados. Suas necessidades devem ser avaliadas.

Você deve somar o consumo de tudo aquilo que quer ligar ao gerador. O consumo dos aparelhos é normalmente medido em Watts.

O que é Watt? É uma medida de Energia. Obtem-se o consumo em Watts multiplicando-se a tensão pela amperagem. Quando se fala que o consumo de um chuveiro é de 4000 W/h quer dizer que em uma hora, um chuveiro gastará 4000 watts de energia. Se ligado em 127 volts, que é o nosso chamado 110V (medida que não existe na realidade, mas por algum motivo dizemos assim) implica em uma amperagem de 31,5 A.

Este consumo vem expresso nas etiquetas nos aparelhos elétrico e eletrônicos.

Neste momento cabem algumas considerações:

  1. Por causa daquelas teorias da elétrica, alguns aparelhos possuem dois regimes de funcionamento ( na verdade todos tem, mas alguns a disparidade entre os regimes é relevante): O transiente e o normal. Ocorre que o regime transiente é aquele momento que o equipamento é ligado, é um instante de muito menos de um segundo, mas é o momento que há um grande consumo. Há um “pulo” no consumo do aparelho. Assim, geladeiras, por exemplo, têm aumento em 4 vezes o seu consumo normal, no momento em que são ligadas. Quando você ver que uma geladeira tem consumo de 100Watts, este consumo é no regime normal, ou seja, após o regime transiente. Logo para efeitos de cálculo, devemos considerar que o consumo da geladeira é de 400W.
  2. Equipamentos que devam suportar uma carga, por exemplo, serras e furadeiras também devem ter seus cálculos revistos, assim duplique seu consumo.
  3. Condicionadores de ar e bombas que trabalham submersas podem exigir até 7 vezes seu consumo normal, assim, seja comedido em suas necessidades.

Você consegue achar na internet o consumo de vários aparelhos para que o dimensionamento de suas necessidades seja estimado de maneira o mais precisa possível.

Assim, passemos para um exemplo prático:

Abrigo Jack Wolf

– 10 lâmpadas eletrônicas de 20W cada = 200w

– 1 serra tico-tico = 200W = 2 X 200W = 400W

– 1 furadeira = 150W = 2 X 150W = 300W

– 1 geladeira= 300 W = 4 X 300W = 1200W

– 2 computadores = 150W x 2 = 300 W

– 1 Rádio = 30 W

– 2 ventiladores = 60W x 2 = 120W

Total: 2550W

Assim, nosso hipotético gerador deve ser capaz de fornecer 2550 W. Como devemos considerar alguma segurança, 3000 W é um bom número.

Terminada esta etapa, é só escolher o modelo para equipar seu abrigo.

É importante lembrar que um gerador é um motor e como tal demanda manutenção, cuidados, lubrificação, substituição de peças, etc… é um equipamento a ser preservado. Assim, não dá para simplesmente deixar um gerador indefinidamente operando. Pode-se, por exemplo, durante o período diurno, alimentar seu abrigo com a energia solar ou dos ventos, pois para um sistema caseiro, estas formas de energia têm capacidade de produzir pouca força.

O ideal é que o gerador seja uma das formas de se obter energia para as suas necessidades. Meios alternativos devem ser procurados para que se tenha sempre alternativas de alimentar seus equipamentos.

Não esqueça que há alguns itens que podem ter seus próprios painéis solares como rádios, computadores pessoais e até celulares, pois tratam-se de equipamentos com baixo consumo.

Agora, a cereja do bolo: Geradores nos tornam dependentes da gasolina ou diesel, certo? Não, totalmente. Há uma maneira de fornecer combustível para o seu gerador que não usa combustíveis fósseis. O nome do aparelho é gaseificador e pode ser facilmente construído em casa, sem risco algum. Na verdade este aparelho é tão interessante que eu poderia escrever um livro inteiro sobre ele. Pesquise na intenet. Seja curioso! Veja como os meios de comunicação nos negam sistematicamente a informação. Torne-se autônomo e se desligue do sistema! Boas preparações!

Anúncios

Escreva algo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s